27.5.10

somos o que somos, (...)

"(...) Não somos o que pensamos ser.
Somos o que somos.
Sem ser muito, sem ser demais.
Até porque... Uma hora a banda passa
Mas a música não é a mesma de ontem.
O inverno chega... e aí, o cheiro é parecido com o de (2006).
E aí você já olhou sua foto na moldura e sentiu saudades.
Saudades do que você já foi.
E se pergunta onde escondeu aquele sorriso da foto.
E se olha. Compara as pessoas do espelho e da fotografia.
E se questiona: - É a mesma pessoa?
Duvida... mas reage aliando-se as certezas de sempre
Basta a essência de nós.



Somos o que somos.
Mas, estamos sempre...
Não há tempo para ser.
E só agora somos...
Com as retiscências...
E sem complementações.


Débora Andrade

Um comentário: